Niagara 4

O sistema de Build Management System(BMS) Niagara® 4 Framework da Honeywell é um ecosistema de código aberto que foi construído para o mundo atual da internet das coisas (IOT) de forma disruptiva, sendo desenvolvido nativamente em HTML 5 com alto nível de segurança e muito menos dependente de plug-ins do navegador, mais rápido e mais fácil de usar.

A interface de usuário é simples e intuitiva, abrangendo as funções de visualização, alteração de parâmetros, leituras de gráficos, relatórios e gestão do ecossistema. Com um simples clique de mouse ou arrasto de objetos, os usuários podem encontrar e exibir instantaneamente informações críticas de seu PC ou dispositivo móvel.

O sistema não depende do servidor para funcionar e intercambiar os dados entre os controladores que possuem memória ram, processador, memoria rom e várias opções de interfaces de entrada/saída(IO).

Os dados do sistema Niagara 4 são encriptados e pode ser integrado com os sistemas de gerenciamento de identidade e acesso corporativos existentes, como LDAP e Kerberos. Todas as ações do usuário e eventos relacionados à segurança são registradas no log de auditoria para total rastreabilidade.

O BMS pode ser classificado como DCIM e PSIM pelas suas amplas funcionalidades de integração com CFTV, controle de acesso, alarme e detecção de incêndios de forma nativa com diversos fornecedores disponíveis no mercado.

Ele possui total flexibilidade de uso de hardware de terceiros porque se integra com praticamente todos os protocolos existentes do mercado, sendo os principais BACnet®, EIB/KNX, LON®, Modbus®, SNMP, Carrier CCN, SQL®, Oracle® MySQL, CSV, OPC, oBIX e mais 136 disponíveis para integração, além de prover integração via API.

niagara-pleno-sistemas

O vírus Corona já está em mutação desde a sua descoberta em 1960 e somente em 2020 ele sofreu pelo menos duas mutações conhecidas. Segundo especialistas, é possível que sejamos forçados a conviver com o Corona como convivemos com as gripes. A esperança de eliminar o vírus começa com uma vacina, mas não representa o fim do caminho, pois ela só será efetiva para as versões conhecidas dele.

Ambientes de uso coletivo e fechados são reconhecidamente os locais ideais para disseminação de vírus pelo ar ou pelo toque. Ou seja, quase todos os prédios e estabelecimento comerciais não estão preparados para este futuro.

Então…, o que fazer?